Citroen C4 Lounge remodelado chega às lojas em abril

19/03/2018 - 10:26:07.

Francês chega com mudanças no visual e mais equipamentos de série

Por Paulo Campo Grande

access_time14 mar 2018, 16h13

A Citroen está apresentando o novo C4 Lounge. Segundo a fábrica, as novidades se concentram em três pilares: estilo, tecnologia e conforto.

O primeiro é claro: o C4 ganhou nova frente, em linha com os últimos lançamentos da marca no mundo – com frisos paralelos como extensões do emblema (o duplo Chevron) invadindo a área dos faróis.

E, na parte inferior ao para-choque, os faróis de neblina envolvidos por parênteses estilizados.

Na lateral, as rodas exibem o design desenvolvido para o show-car C4 Lounge Sport White, mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2014.

E, na traseira, as lanternas incorporam o efeito 3D inaugurado pelo DS3 em 2009. Por dentro, não houve alterações visuais.

O painel mantém o console central vertical e continua emborrachado e com apliques que imitam alumínio.

Os outros dois aspectos, tecnologia e conforto, andam juntos uma vez que as inovações beneficiam a vida a bordo.

Começa pelo painel de instrumentos digital que concentra em única tela informações como velocidade, marcha utilizada, nível do reservatório, parciais do computador e bordo e um indicador de modo de condução econômico.

O grafismo todo na cor branca em fundo escuro tem um aspecto simplório mas a leitura das informações é fácil e rápida.

A central multimídia também é nova. Igual à que está presente no C4 Picasso, ela é mais completa, tem tela touch e compatibilidade com os sistemas Android Auto (com acesso a aplicativos como Google Maps, Waze e SMS) e Apple Carplay.

O equipamento em que a Citroën pesou mais a mão, no entanto, foi o conjunto de faróis full-led (recurso disponível nas versões mais caras de rivais como Civic e Corolla, mas ausente em outros com o Cruze), com seção de luzes diurnas e dois refletores, alto e baixo, e função direcional.

No mais, o C4 Lounge é o mesmo sedã de sempre. A posição de dirigir é correta, sua direção (elétrica) é precisa e a suspensão (McPherson/eixo de torção) privilegia o conforto.

Em algumas horas, estimulado pelas respostas do motor 1.6 turbo de 173 cv, fica o desejo de um pouco mais de firmeza no sistema. Mas, a calibragem do conjunto é a ideal para o dia-a-dia.

Na linha 2019, a Citroën também mudou os nomes das versões do C4. Ao invés de Tendance, S e Exclusive, o C4 passa a ser oferecido com Live, Feel e Shine.

Desde a versão de entrada Live, o sedã conta com câmbio automático de seis marchas, central multimídia, painel digital e rodas com novo design (aro 16).

A Feel acrescenta à lista de equipamentos bancos de couro, câmera de ré, GPS e airbags laterais.

E a Shine inclui faróis full-led, teto solar, rodas aro 17 e abertura e travamento remoto das portas.

Os preços tiveram cerca de 5% de aumento. A Live, que é vendida apenas a portadores de deficiência chega por R$ 69.990. A Feel custa R$ 93.920. E a Shine sai por R$ 102.790.

A Shine não tem opcionais, mas a fábrica vai oferecer acessórios, entre eles um aerofólio traseiro, nas concessionárias.

No lançamento a Citroën oferece o C4 em um plano de financiamento em 30 meses com certificado de recompra ao final do período.

A garantia de fábrica é de três anos, com plano de 8 anos de assistência 24 horas e revisões com preços programados.

A fábrica não divulgou os novos valores, mas diz que ao contrário dos preços de venda do carro, os serviços devem ficar cerca de 5% mais baratos que os cobrados até agora.